Livro Claraboia – José Saramago PDF MOBI LER ONLINE

Drama

Livro Claraboia – José Saramago PDF MOBI LER ONLINE

Baixar Livro Claraboia – José Saramago PDF MOBI LER ONLINE

Descrição do livro

Primavera de 1952. Um prédio de seis apartamentos numa rua modesta de Lisboa é o cenário principal das histórias simultâneas que compõem este romance da juventude de José Saramago. Os dramas cotidianos dos moradores — donas de casa, funcionários remediados, trabalhadores manuais — tecem uma trama multifacetada, repleta de elementos do consagrado estilo da maturidade do escritor, em especial a maestria dos diálogos e o poder de observação psicológica. As janelas, paredes e corredores do ve-lho edifício lisboeta são testemunhas pri-vilegiadas das pequenas tragédias e co-mé-dias representadas pelos personagens. As peripécias de Lídia, uma bela mulher sustentada pelo amante misterioso, e Abel, um jovem outsider à procura de um sentido para a vida, se contrapõem ao árduo cotidiano dos outros moradores. As narrativas paralelas do livro são organizadas segundo as divisões internas do prédio, do térreo ao segundo andar.

Baixar, Livro, eBook, PDF, ePub, mobi, Ler Online

  • leitura de saramago on line
  • claraboia saramago dowload
  • josé saramago livros pdf claraboia
  • josé saramago sobre o neoliberalismo pdf

Opinião do Claraboia – José Saramago PDF MOBI LER ONLINE

Segundo romance já escrito por Saramago, mas não publicado até depois de sua morte.

O romance foi concluído em 1953, foi enviado a um editor e esquecido em uma gaveta até 1989. Mas Saramago não queria mais para publicá-lo, portanto, sua esposa decide que a sua publicação em 2011.

Mesmo se o romance não tem o estilo familiar de Saramago – as longas frases – que mostra um jovem autor surpreendentemente talentoso, com um profundo conhecimento e compreensão dos recursos humanos. É a história de alguns vizinhos que vivem na mesma casa, de sua interação, suas vidas, as lutas, sua mesquinhez e por último, mas não menos importante, o seu amor ou a falta dela.

Mas dado tudo isto, eu não posso dizer que é uma história triste. Ele tem seus momentos, mas principalmente é um passo vívida intenso, com personagens fortes. Recomendado.

Eu li um artigo sobre este livro no Boston Globe. Fiquei intrigado, porque o autor, José Saramago escreveu este romance nos 1940-1950 do. Ele enviou-o para uma editora, mas nunca heard. Este desprezo mandou para um funk de 20 anos onde ele nunca escreveu nada novamente. Após 20 anos, o editor disse que “encontrou-lo escondido em uma gaveta”, enquanto o negócio estava se movendo locais, e queria publicá-lo agora. Saramago disse que não, na verdade, não seria publicado em sua vida. Sua razão: ninguém tem a obrigação de amar mais ninguém, mas todos nós somos obrigados a respeitar uns aos outros. Ele sentiu a editora tinha o dever de responder à pessoa esperando com impaciência e ansiedade dia após dia, mês após mês. Ele não queria uma lembrança do desprezo percebida na impressão. Claro que, quando a editora queria publicar este romance, Saramago foi um vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. Quando ele apresentou, ele era desconhecido.

Este trabalho verdade literatura. Considerando que foi escrito quando Saramago estava em seus 20 anos, é brilhante. É uma história das vidas dos inquilinos de cinco apartamentos, em 1950, Lisboa. Saramago usa seus personagens para mostrar a rotina diária da condição humana. Saramago teve grande visão sobre as lutas que estruturam um dia.

Um dos inquilinos, Silvestre, é um sapateiro que precisa leva em um inquilino por motivos económicos. Para mim, Silvestre é o alter ego de Saramago. O sapateiro passa a maior parte do romance sendo filosófica e transmitir a sua sabedoria ao seu inquilino. Silvestre sente que uma vida sem amor não é vida boa. Ele sente experiências só são bons quando você pode compartilhar os conhecimentos adquiridos com as experiências.

Grandes temas nacionais são jogados fora. Dada a situação apartamento, fofocas e curiosos eo mal afeta estão na vanguarda. Dignidade e que isso significa para pessoas diferentes é forragem para o argumento. A falta de dinheiro leva a maioria das indignidades.

É um conto triste. É instigante e atemporal em temas.

Ler Claraboia – José Saramago.
livro sobre Claraboia – José Saramago,
opinião do livro Claraboia – José Saramago,
autor do livro Claraboia – José Saramago,
ebook Claraboia – José Saramago,
ler Claraboia – José Saramago

Written by dmendes40

Leave a Reply