O Que é Ideologia – Marilena Chaui

Comportamento

Baixar Livro O Que é Ideologia – Marilena Chaui PDF MOBI LER ONLINE

O Que é Ideologia – Marilena Chaui

Descrição do livro

Ideologia: um mascaramento da realidade social que permite a legitimação da exploração e da dominação. Por intermédio dela, tomamos o falso por verdadeiro, o injusto por justo. Como ocorre essa ilusão, essa fabricação de uma história imaginária? Qual sua origem? Quais seus mecanismos, seus fins e efeitos sociais, econômicos e políticos?

Opinião do livro O Que é Ideologia – Marilena Chaui PDF MOBI LER ONLINE

Ele começa com a etimologia e história do termo “ideologia”, explica seus apropriations e usa em outros contextos, e, em seguida, tornou-se também a ideologia, ao concluir que todos os sistems sociais têm ideologia, bruxa não é senão a quarta etapa da ideologia, consistindo em negar o aspecto subversivo de si mesmo, mesmo, como divulgado como um mero fassade para o domínio de classe, através do aprofundamento declarando-se ser “natural” e “universal”, em vez de apenas uma forma muito particular de manipulação psicológica / sociológica subversiva criated e alimentada por western ilustrado burguesia para substituir a cultura da Europa ocidental tradicional comunal / cristão / feudal, por assim justifié sua rebelion sobre reis e igrejas, garantir o seu domínio de classe sobre a Europa ocidental, e então o mundo. Historicamente falando.

“Um Trabalho filosófico Que Procura dar Conta fazer Fenômeno da de alienação. EM GERAL, consideră-se that o exterior (como Coisas Naturais, Produtos OS do Trabalho, uma sociedade, etc.) E algo positivo em si e Que se distingue do interior ( a Consciência, o Sujeito). Hegel Mostra que o São interior EO exterior como Duas caras do Espírito, São Dois momentos da vida e do Trabalho do Espírito. Essas Duas caras aparecem como separadas, mas ESSA Separação foi Produzida cabelo PRÓPRIO Espírito, AO SE exteriorizar NAS Obras e Ao se interiorizar compreendendo SUA Produção. Ora, Quando a interiorização NÃO ocorre, Isto É, Quando o Sujeito Não Se reconhece como Produtor das Obras e como Sujeito da História, mas toma como Obras ea História de como Forças Estranhas, Exteriores, alheias a ELE e Que o dominam e perseguem, TEMOS O Que Hegel DESIGNA Como de alienação. This e uma impossibilidade do Sujeito histórico identificar-se com o SUA obra, Tomando-a Como hum Poder separado DELE, ameaçador e Estranho “.

“Enfim, da Concepção hegeliana Marx also estado de conservação Conceito de de alienação, tendão Como Referência Às analyses de Feuerbach Sobre a de alienação religiosa. Para Feuerbach, a Religião e a forma suprema da de alienação humana, na Medida em Que Ela É uma Projeção da Essência humana num Ser superior, Estranho e separado dos Homens, um Poder Que OS domina e Governa Porque NÃO reconhecem Que foi CRIADO POR ELES PROPRIOS. todavía, Marx imprimirá Grandes modificações Nesse Conceito. Contra Hegel, dira que um de alienação NÃO e do Espírito, mas dos Homens reais em condições reais Contra Feuerbach Dira, lugar em Primeiro, Que Não há uma “Essência humana”, pois o homem e um Ser histórico Que se Faz diferentemente em condições Históricas Diferentes;. e, em Segundo lugar, Que um de alienação religiosa NÃO E uma forma de alienação fundamentais da, mas APENAS uM Efeito de uma Outra de alienação real, Que É um de alienação do Trabalho O Trabalho alienado E Aquele não Qual o Produtor nÃO PODE reconhecer-se não PRODUTO de Seu Trabalho.; Porque como condições Desse Trabalho, SUAS finalidades reais e Seu valor NÃO dependem fazer PRÓPRIO trabalhador, mas fazer proprietario das condições do Trabalho. Como se NÃO bastasse, o Fato de Que o Produtor Não Se reconheça não PRODUTO Seu PRÓPRIO, Não o Veja Como resultado de Seu Trabalho, Faz Com que o PRODUTO surja Como hum Poder separado do Produtor e Como hum Poder Que o domina e Ameaça.
A Elaboração propriamente materialista da de alienação não Modo de Produção Capitalista E Feita POR Marx em O Capital. Trata-se do fetichismo da Mercadoria.
Que É um Mercadoria? Trabalho humano Concentrado e NÃO pago. Por Depender da forma da Propriedade Privada Capitalista, Que separa o trabalhador dos Meios, Instrumentos e condições da Produção, a Uma Mercadoria E Realidade social. No entanto, o trabalhador e Os demais Membros da Sociedade Capitalista NÃO percebem that um Mercadoria, POR Ser PRODUTO do Trabalho, exprime Relações Sociais determinadas. Percebem um Mercadoria Como Uma Coisa dotada de valor de uso (Utilidade) e de valor de Troca (Preço). Ela e percebida e consumida Como Uma simples Coisa.
ASSIM, em lugar da Mercadoria aparecer Como resultado de Relações Sociais enquanto Relações de Produção, ELA Aparece Como hum Bem que se Compra e se consome. Aparece Como valendo POR si MESMA e em si MESMA, Como se Fosse Um Dom naturais das Próprias Coisas. Basta entrarmos num supermercado Nos sábados à tarde Para vermos o ESPETÁCULO de Pessoas tirando de Prateleiras Mercadorias Como se estivessem apanhando frutas NUMA Árvore, parágrafo entendermos Como um Mercadoria desapareceu enquanto Trabalho Concentrado e NÃO pago. ”

Ler O Que é Ideologia – Marilena Chaui.
livro sobre O Que é Ideologia – Marilena Chaui,
opinião do livro O Que é Ideologia – Marilena Chaui,
autor do livro O Que é Ideologia – Marilena Chaui,
ebook O Que é Ideologia – Marilena Chaui,
ler O Que é Ideologia – Marilena Chaui

Written by dmendes40

Leave a Reply