De Notícias e Não Notícias Faz-se A Crônica – Carlos Drummond de Andrade

Sem categoria

Baixar Livro De Notícias e Não Notícias Faz-se A Crônica – Carlos Drummond de Andrade PDF MOBI ONLINE

de-noticias-e-nao-noticias-faz-se-a-cronica-carlos-drummond-de-andrade

Descrição do livro

Reunião de crônicas do poeta, arranjadas conforme as seções de um jornal. Assim, Drummond fala sobre questões de política, cidade, cultura e até classificados amorosos. Prefácio de jornalista Cristiane Costa.

Baixar, Livro, eBook, PDF, ePub, mobi, Ler Online

  • abaixo livro de poema

Opinião e review do livro De Notícias e Não Notícias Faz-se A Crônica – Carlos Drummond de Andrade

Crônicas com lirismo mordaz, inventividade linguística-estilística, invocação do âmago de um Brasil profundo cheio de contradições, humor, ingenuidade, malandragem, iressoluto, emotividade que esse grande poeta que foi Drummond divisou com sua genialidade simples e certeira.
flagLike · see review
Cynthia Santiago
Jun 18, 2013Cynthia Santiago rated it really liked it
Shelves: português
Pequenas crônicas cheias de sátira à sociedade, familia, economia e até a ecologia. A demonstração da maravilhosa literatura que só Drummond podia criar. Recomendável para todo aquele que quiser desfrutar de uma boa leitura.

Carlos Drummond de Andrade (Itabira, 31 de outubro de 1902 – Rio de Janeiro, 17 de agosto de 1987) foi um poeta, contista e cronista brasileiro. Formou-se em Farmácia, em 1925; No mesmo ano, fundava, com Emílio Moura e outros escritores mineiros, o periódico modernista “A Revista”. Em 1934 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde assumiu o cargo de chefe de gabinete de Gustavo Capanema, Ministro da Educação e Saúde, que ocuparia até 1945. Durante este período, colaborou, como jornalista literário, para vários periódicos, principalmente Correio da Manhã. Nos anos de 1950, passamos a dedicar-se cada vez mais integralmente à produção literária, publicando poesia, contos, crônicas, literatura infantil e traduções. (1930), A Rosa do Povo (1945), Claro Enigma (1951), Poemas (1959), Lição de Coisas (1962), Boitempo (1968) ), Corpo (1984), além dos póstumos Poesia Errante (1988), Poesia e Prosa (1992) e Farewell (1996). Drummond produziu uma das obras mais significativas da poesia brasileira do século XX. Forte criador de imagens, sua obra temática de vida e os acontecimentos do mundo a partir dos problemas pessoais, em versos que ora focalizam o indivíduo, uma terra natal, uma família e os amigos, ora os embates sociais, o questionamento da existência, ea Própria poesia.

Written by dmendes40

Leave a Reply